Loading...
LEITURAS · READING 2016-10-26T11:00:06+00:00

LIVROS II

Queijadas de Sintra: História de um doce regional

Esta semana falámos com Raquel Moreira, que nos apresentou o seu livro sobre a história das famosas queijadas de Sintra.

LIVROS I

Biblioteca Gastronómica

Virgílio Nogueiro Gomes apresenta-nos a Biblioteca Gastronómica em Lisboa na ACPP.
Aqui tem o catálogo online: http://www.acpp.pt/biblio

DOÇARIA POPULAR

Virgílio Nogueiro Gomes explica que a doçaria popular não pode ser considerada pobre de um modo depreciativo, mas deve ser apreciada pela sua autenticidade e pode ser a base para a criação de novas sobremesas.

DOÇARIA CONVENTUAL

Isabel Fernandes explica que os conventos podem ter sido não os locais de origem, mas talvez de passagem, conservação e inovação de uma certa doçaria chamada entretanto “conventual”.

REFERÊNCIAS · REFERENCES

· AAVV (eds. lit.). O Livro de Cozinha da Infanta D. Maria de Portugal. Coimbra: Gráfica de Coimbra, 1967.
· AMADOR, Conceição. Doçaria Tradicional do Algarve. Sintra: Colares Editora, 2005.
· APOMA – Associação de Produtores de Ovos Moles de Aveiro (ed.). Ovos Molles 500 anos. Aveiro: APOMA, 2013.
· BELO, Duarte. Olívia e Joaquim: doces de Santa Clara em Vila do Conde. Lisboa: Assírio & Alvim, 2007.
· BRAGA, Isabel Drumond. Sabores e Segredos: Receituários Conventuais Portugueses da Época Moderna. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2015.
· CABRAL, Maria Isabel de Vasconcelos. O Livro de Receitas da Última Freira de Odivelas. Lisboa: Editorial Verbo, 1999.
· CÂMARA, Fortunato da. Os Mistérios do Abade de Priscos. E outras histórias Curiosas e Deliciosas da Gastronomia. 2.ª ed. Lisboa: A Esfera dos Livros, 2013.
· CONSIGLIERI, Carlos; ABEL, Marília. A Tradição Conventual na Doçaria de Lisboa. Sintra: Colares Editora, 1999.
· FERNANDES, Isabel Maria; FARIA, Maria Adelaide Nóvoa de. Receitas da Casa do Mosteiro de Landim – 1.ª Metade do Século XX. Guimarães: Despertar Memórias, 2011.
· FERNANDES, Isabel Maria. Doçaria de Guimarães: sua história. Guimarães: Despertar Memórias, 2012.
· FLANDRIN, Jean-Louis. MONTANARI, Massimo. História da Alimentação I. Dos Primórdios à Idade Média. Lisboa: Terramar, 2008.
· FLANDRIN, Jean-Louis. MONTANARI, Massimo. História da Alimentação II. Da Idade Média aos Tempos Actuais. Lisboa: Terramar, 2008.
· GOMES, Virgílio Nogueiro. Transmontanices. Lisboa: Edições do Gosto, 2010.
· GOMES, Virgílio Nogueiro. Tratado do Petisco. Barcarena: Marcador Editora, 2013.
· GOMES, Virgílio Nogueiro. Doces da Nossa Vida. Segredos e Maravilhas da Doçaria Tradicional Portuguesa. Barcarena: Marcador Editora, 2014.
GOMES, Virgílio Nogueiro. Dicionário Prático da Cozinha Portuguesa. Barcarena: Marcador Editora, 2015.
· GUIMARÃES, Manuel. À Mesa com a História. Sintra: Colares Editora, 2001.
· KRONDL, Michael. Sweet Invention: a History of Dessert. Chicago: Chicago Review Press, 2011.
· LABAREDAS, José. Coruche à Mesa e Outros Manjares. Lisboa: Assírio & Alvim, 1999.
· LIÉNARD, Pierre; DUTHU, François; HAUGUEL, Claire. Moi, Nicolas Stohrer, Pâtissier du Roi rue Montorgueil au pied de Saint-Eustache à Paris. Paris: JC Lattès, 1999.
· LOUSADA, Maria Alexandre; AURINDO, Maria José. Sentir os Sabores de Portugal I, II e III. s.l.: Edições Bial, 2007.
· MADUREIRA, Joana Mafalda Pedreiro. Convento de Santa Clara em Vila Real: Da Génese à Extinção. Cadernos Culturais, IV Série, n.º 10. Vila Real: Grémio Literário Vila-Realense / CM Vila Real, 2011.

· MARTINS, Adelaide; SIMÃO, Teresa; MENA, Emília. Marvão: à mesa com a tradição. Lisboa: Colibri, 2008.
· MODESTO, Maria de Lurdes. Cozinha Tradicional Portuguesa. Lisboa: Verbo, 2012.
· MONTEIRO, António Manuel. Comidas Conversadas. Memórias de Herança Transmontana. Lisboa: Âncora Editora, 2014.
· MOREIRA, Raquel. Queijadas de Sintra. História de um Doce Regional. Sintra: Colares Editora, 1999.
· NEVES, Elísio Amaral; CABRAL, A. M. Pires. Vila Real – História ao Café. 2.ª ed. Vila Real: Grémio Literário Vila-Realense; Câmara Municipal de Vila Real, 2013.
· OLIVEIRA, Eduardo Pires de; SALGADO, Maria de Fátima. O Pão-de-ló de Vizela, A Arte da Doçaria e D. Maria da Conceição da Silva Ferreira. Caldas de Vizela: Pastelaria Kibom, 2001.
· PESSANHA, Sebastião. Doçaria Popular Portuguesa: Estudo Etnográfico. Sintra: Colares Editora, 1997.
· QUITÉRIO, José. Livro de Bem Comer. Lisboa: Assírio & Alvim, 1987.
· RIBEIRO, Emanuel. O Doce Nunca Amargou. Sintra: Colares Editora, 1997.
· RIGAUD, Lucas. Cozinheiro Moderno, ou Nova Arte de Cozinha. Lisboa: Offic. Patriarc. de Francisco Luiz Ameno, 1780.
· RODRIGUES, Domingos. Arte de Cozinha. Lisboa: Oficina de João Galrão, 1680.
· SARAMAGO, Alfredo; FIALHO, Manuel. Doçaria dos Conventos de Portugal. Lisboa: Assírio & Alvim, 1997.
· SARAMAGO, Alfredo. Doçaria Conventual do Norte: História e Alquimia da Farinha. 2.ª ed. Sintra: Colares Editora, 1997.
· SARAMAGO, Alfredo. Doçaria Conventual do Alentejo: As Receitas e o seu Enquadramento Histórico. 4.ª ed. Sintra: Colares Editora, 2000.
· SOUSA, Dina Fernanda Ferreira de. A Doçaria Conventual de Coimbra. Sintra: Colares Editora, 2011.
· TAVARES, Paulino Mota. Mesa, Doces e Amores no Séc. XVII Português. Sintra: Colares 1999.
· TOUSSAINT-SAMAT, Maguelonne, La Très Belle et Très Exquise Histoire des Gâteaux et des Friandises. Paris: Flammarion, 2004.
· VALAGÃO, Maria Manuel (org). Tradição e Inovação Alimentar: Dos Recursos Silvestres aos Itinerários Turísticos. 2.ª ed. Lisboa: Colibri; INIAP-Inst. Nacional de Investigação Agrária e das Pescas, 2008.
· VELOSO, Carlos. A Alimentação em Portugal no Séc. XVIII nos Relatos dos Viajantes Estrangeiros. Coimbra: Livraria Minerva, 1992.
· VILA, José. Coisas da Terra e do Mar: Sabores da Cozinha Algarvia. Lisboa: Oficina do Livro, 2004.
· WILSON, C. Anne. The Book of Marmalade. Devon: Prospect Books, 2010.