BUCHO DOCE

A vila de Melgaço sobressai pela sua aparência arranjada que preserva uma história antiga, orgulhosamente apresentada por quem lá vive. Nas imediações, produz-se o famoso Alvarinho; na vila, diferentes pontos de interesse a descobrir: ruínas medievais, o Museu do Cinema, o Solar do Alvarinho, a igreja de Santa Maria da Porta, entre muitos outros.
Na aldeia do Prado, a Sr.ª Rosa Maria gere a loja/ateliê Artes-Centro de Artesanato, onde fabrica à mão e vende, entre outras coisas, um sem fim de bordados, peças de linho e uma notável e numerosa população de bonecas trajadas de modos típicos, de diferentes tamanhos e materiais. O espaço está efectivamente repleto de objectos antigos, incluindo teares que a Sr.ª Rosa Maria sabe bem usar. Toda a casa está impecavelmente recuperada, e por tudo isto merece uma visita.
É também aqui que é feito um dos doces típicos desta zona, o Bucho Doce. A Sr.ª Rosa Maria conta-nos como ainda hoje recria ali os encontros de mulheres da terra ao serão para conversar, bordar e para aquecerem-se com uma boa queimada, uma bebida típica feita num pote de barro onde são colocados vários ingredientes (aguardente, canela, casca de limão, fruta, açúcar), onde depois é ateado fogo à mistura, que depois bebe-se quente. Um regalo.
Foi neste ambiente acolhedor, cheio de história, que nos mostrou como é feito o Bucho Doce: antigamente com o bucho do porco e hoje com panos de linho. Depois de cozido, o doce é cortado às fatias e pode comer-se com compota ou com mel. Para beber, um chá, um Alvarinho ou uma queimada.
···
The town of Melgaço stands out for its orderly appearance, thus preserving an old history that locals proudly present. In its vicinity, the famous Alvarinho wines are produced; in town, there are different points of interest: medieval ruins, the Museum of Cinema, the Great Hall of the Alvarinho, the church of Santa Maria da Porta, among many others.
In the village of Prado, Mrs. Rosa Maria runs the store/workshop called Artes-Centro de Artesanato, where she makes by hand and sells, among other things, an endless amount of knitwear, linen articles, and a notable and numerous population of dolls dressed traditionally and made in different sizes and with different materials. The entire space is effectively packed with old objects, including handlooms Mrs. Rosa Maria knows how to use. The whole house is impeccably renovated, and for all of that it deserves a visit.
It is also here that one of the typical sweets in this area, the Sweet Hog Maw, is made. Mrs. Rosa Maria tells us how she still organizes there local women gatherings late in the evening, like in the old days, for some chitchat, knitting, and having some “queimada”, which is a typical beverage prepared in a clay pot in which several ingredients (strong liquor, cinnamon, lemon shreds, fruit, sugar) are placed; the preparation is then lit up on fire, and afterwards it is drunk warm. A treat.
It was in this welcoming environment, full of history, that she showed us how the Sweet Hog Maw is made: in the old days, with actual hog maws; today, with linen. After cooking, the sweet is cut in slices and you can have it with jam or honey. To drink, have some tea, Alvarinho, or maybe some queimada.

PUBLICIDADE

2017-03-08T14:09:17+00:008 Janeiro, 2016|Categories: Melgaço|Tags: , , , |