FOLAR DE OLHÃO

A Páscoa é, sem dúvida, uma época especial para a doçaria portuguesa. Vários doces aparecem apenas nesta altura. Em Olhão, porém, o folar local tornou-se uma especialidade disponível todo o ano. E não é raro vê-lo pelo país fora, difundido através dos supermercados.
O folar de Olhão consiste em camadas de massa intercaladas com manteiga, canela e açúcar amarelo. No forno, o açúcar e a gordura resultam numa calda de tipo caramelo, de onde vem o seu brilho e aspecto húmido. Muitos olhanenses conhecem a receita e suas variações, mas a popularização do doce deveu-se certamente a uma senhora, Eugénia Rita, que começou um negócio próspero há cerca de 80 anos. Hoje, é o seu neto que lidera a confecção. E tem vindo a introduzir inovações, criando novas receitas: folar de maçã, de chila, de amêndoa torrada e nozes, e folar de chocolate. Há que experimentar.
***
Easter is certainly a special season for Portuguese sweets. Many are available only at this time. In Olhão, however, the local “folar” has become a year-round delicacy, and one often sees it across the country in supermarkets.
The “folar” of Olhão consists in layers of dough alternating with layers of butter, cinnamon and brown sugar. In the oven, the sugar and the fat produce a caramel-like syrup, which is why the sweet glistens and looks so wet. Many locals know the recipe and its variations, but it was surely a single lady, Eugénia Rita, who made it popular since she started her business some 80 years ago. Today, her grandson leads the operation. And he has been introducing innovations, thus creating new recipes: “folar” made with apples, fig-leaf gourd, toasted almonds and walnuts, and chocolate “folar”. You just have to try them.

PUBLICIDADE

2018-03-26T07:42:20+00:0026 Março, 2018|Categories: Olhão|Tags: , |