NÓGADOS

Encontrar a senhora Deonilde Teixeira no sítio de Pão Duro, freguesia de Vaqueiros, concelho de Alcoutim, faz parte do encanto que é esta experiência de ir a este local específico provar um doce. Encontrei uma cozinha invejável e receberam-me de braços abertos, calorosamente. Valeu a pena cá vir.
Os nógados deste tipo são feitos no Baixo Alentejo e no interior algarvio. Outros doces com o mesmo nome levam frutos secos e fazem-se noutras paragens. Aqui, em Pão Duro, há ainda outras particularidades: a massa leva aguardente e tem metade da farinha que habitualmente se coloca. A decoração é feita com folha de laranjeira e cada conjunto fica aglomerado com um mel incrível, escuro, que as abelhinhas da região se ocupam de fazer.
Depois de prontos, é preciso esperar que os nógados arrefeçam, ou ainda queimamos a língua com a pressa de provar esta maravilha. À sua espera em Alcoutim.

***

Finding Deonilde Teixeira in the tiny village of Pão Duro, parish of Vaqueiros and municipality of Alcoutim, is part of the charming experience of going to this specific place in search of a sweet. I was pleased to see a remarkable kitchen and I was welcomed warmly, with open arms. It was worth it.
Nógados of this kind are made in Lower Alentejo and in the interior of the Algarve. Other sweets with the same name, made in other places, have nuts. Here, in Pão Duro, there are additional particularities: the dough has aguardente (a sort of brandy) and it has half of the flour that is normally used. The decoration is done with orange leaves and each portion is tied together with an incredible dark honey that bees in the region work hard to produce.
As they become ready, it is still necessary to wait for the nógados to cool down, or you will burn your tongue with this delicacy. It is waiting for you in Alcoutim.

PUBLICIDADE

2018-08-20T12:20:41+00:0020 Agosto, 2018|Categories: Alcoutim|Tags: , |