VOUGUINHAS

A receita dos vouguinhas está na família de Cristina Pinto, de São Pedro do Sul, desde o tempo da sua avó. Nessa altura, o doce nem tinha nome. Possivelmente, a avó de Cristina conheceu a receita num tal Hotel Lisboa, que ali havia na localidade e onde trabalhava nos Invernos. Depois, no estabelecimento próprio que tinha, começou também a fazer os docinhos. Acontece que, de pequeno negócio de família, os vouguinhas foram adoptados pela população, foram baptizados a pensar no rio Vouga que passa na cidade e tornaram-se tradicionais do concelho. São especiais por isso e porque são muito bem feitos. Já se imaginou a passar o dia nas termas de São Pedro do Sul enquanto lhe servem uns vouguinhas? Pois é, vida felizarda.

***

The recipe for “vouguinhas” is in the family of Cristina Pinto, who is from São Pedro do Sul, since her grandmother’s time. In those days, this sweet didn’t even have a name. Cristina’s grandmother possibly learned about the recipe at a certain Lisbon Hotel, so-called, that existed there in the city, a place where her grandmother worked during winter. Later, at her own establishment, she also started to make these sweets. So it happened that, from a small family business, the “vouguinhas” were adopted by locals and they became traditional in the county. They’re special for it and for being so well made. Can you imagine to spend all day at the thermal baths in São Pedro do Sul while being served some vouguinhas? Yes, that’s how to live.

PUBLICIDADE

2018-09-24T12:25:13+00:0024 Setembro, 2018|Categories: São Pedro do Sul|Tags: , , |